A Avaliação da Formação dos Professores

Zélia Matos

Resumo


Partimos da convicção profunda de que o professor é fundamental para a melhoria do ensino. Para isso terá de actuar eficazmente. A eficácia da sua intervenção depende de múltiplos factores dos quais, os factores internos competência profissional e sentido profissional, são factores fundamentais. Garantir ao professor as condições pessoais para o sucesso é o grande problema que a formação tem de equacionar.

Este trabalho aborda alguns problemas que os programas e os sistemas de formação dos professores têm de equacionar no sentido de garantirem os pressupostos de uma actuação competente do professor.

Sendo a competência do professor uma competência situacional (Alonso, 1989); sendo as competências possíveis ou os comportamentos docentes válidos praticamente ilimitados e, em muitos casos desconhecidos (De la Orden, 1977); podendo existir caminhos diferentes, mas funcionalmente equivalentes, para alcançar o mesmo resultado; havendo mais de cem actividades diferentes, no tocante à futura matéria de ensino do professor de Educação Física, que a universidade pode contemplar, (Vickers, 1983) e ainda, tendo o conhecimento da área da Educação Física e Desporto características fragmentárias que dificultam a sua «utilização» na «prática», é simples percebermos as enormes exigências que se levantam aos programas de formação.

Formar professores competentes, objectivo a perseguir pelos programas de formação, significa ainda a compreensão de que a competência do professor implica o saber, o saber fazer e o fazer.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 1994 Boletim Sociedade Portuguesa de Educação Física

BOLETIM SPEF é uma publicação da Sociedade Portuguesa de Educação Física | eISSN: 2184-1594