Relação entre a perceção de satisfação das necessidades psicológicas básicas e as estratégias motivacionais empregues pelos professores de Educação Física do 3.º Ciclo e do Ensino Secundário

Miguel Costa, António Palmeira

Resumo


Professores de Educação Física (EF) satisfeitos com valores elevados de satisfação das necessidades psicológicas básicas (NPB), utilizam melhores estratégias motivacionais (EM) nas suas turmas. Entre outros fatores, os anos de experiência e o género do professor podem condicionar a satisfação das NPB no contexto do seu trabalho enquanto professores e assim o recurso a estratégias motivacionais promotoras dos melhores resultados na aprendizagem.

Analisar a relação entre a perceção de satisfação das necessidades psicológicas básicas (NPB) e as EM empregues pelos professores de EF do 3.º ciclo e do ensino secundário, na região de Lisboa.

A amostra foi constituída por 131 professores de EF (67 do sexo feminino), com uma média de 16,84±8,12 anos de experiência profissional. Utilizámos as versões portuguesas do Teaching as Social Context Questionnaire para as estratégias motivacionais, e do Basic Psychological Needs at Work Scale para a satisfação das NPB no trabalho.

Verificámos que as estratégias motivacionais de estrutura e de envolvimento estão positivamente associadas à satisfação das NPB (p<0,05). Esta associação foi registada independentemente do género, enquanto que o grau da correlação entre as variáveis foi quase sempre superior nos estagiários relativamente aos professores mais experientes.

O nosso estudo verificou que a satisfação das NPB estão associadas a estratégias motivacionais de envolvimento e estrutura. No entanto, estes níveis de satisfação não estiveram associados às estratégias de suporte de autonomia.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2015 Boletim Sociedade Portuguesa de Educação Física

BOLETIM SPEF é uma publicação da Sociedade Portuguesa de Educação Física | eISSN: 2184-1594