A DÍADE TREINADOR‑ATLETA DO ANDEBOL FEMININO: DIFERENÇAS ENTRE ELITE E SUB‑ELITE

Ana Silva, Pedro Teques

Resumo


No contexto desportivo, a relação treinador‑atleta é única e importante, não só para a satisfação e sucesso desportivo como para o bem‑estar psicológico de ambos (Horn, 2008). Com o objetivo de compreender os fatores associados à díade treinador‑atleta no andebol feminino sénior, nas diferentes divisões nacionais existentes, o presente estudo explorou duas díades treinador‑atleta: 2 treinadores e 2 atletas foram sujeitos a uma entrevista não estruturada, com o intuito de aprofundar a temática. A proximidade, os laços afetivos e emocionais, o sentimento de confiança, respeito e apreciação interpessoal mútuas, e o conhecimento dos seus atletas por parte do treinador, parecem ser relevantes para otimizar o empenho, a motivação e a auto‑estima. A complementaridade, compromisso, fatores socioculturais e o clima organizacional foram mencionados como fatores moderadores da díade treinador‑atleta.


Palavras‑chave: Relação treinador‑atleta; elite; andebol.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2018 Boletim Sociedade Portuguesa de Educação Física

BOLETIM SPEF é uma publicação da Sociedade Portuguesa de Educação Física | eISSN: 2184-1594