O Desporto em Contexto Escolar e o desenvolvimento de competências sociais: Revisão sistemática da produção académica em Portugal e a nível internacional

Pedro Marques, Ana Luísa Pereira, Paula Maria Baptista

Resumo


Este é um estudo de revisão sistemática da literatura, cujo propósito foi identificar a investigação desenvolvida acerca da temática Desporto Escolar, especificamente no que concerne à temática do desenvolvimento de competências sociais em contexto desportivo.

As fontes utilizadas foram estudos académicos nacionais e internacionais dos últimos doze anos. Em termos nacionais, as pesquisas foram efetuadas nas bases de dados das Universidades Portuguesas Públicas (Faculdade de Desporto da Universidade do Porto, Faculdade de Educação Física e Ciências do Desporto da Universidade de Coimbra e, Faculdade de Motricidade Humana da Universidade Técnica de Lisboa) e Internacionalmente, foi consultada a base de dados Digital Dissertations & Theses.

As palavras-chave utilizadas foram: “School sport”; “School Sport vs Social Skills”, “School Sport vs Social Abilities” e “Sport vs Social Skills”. Apesar da escassa literatura em torno desta temática, foi possível concluir que o questionário é o instrumento de recolha de dados mais utilizado.

Regista-se que os estudos centrados no desenvolvimento de competências pessoais e sociais em resultado da prática desportiva e nas conceções dos professores acerca das atividades de enriquecimento curricular de Atividade Física e Desportiva, concluem que a prática desportiva tem como consequência melhorias significativas ao nível da aceitação social, da autoestima e do comportamento geral dos alunos. Quanto aos motivos apontados para frequentar o Desporto Escolar materializam-se no desenvolvimento de competências; a afiliação geral; a forma física; a competição e o prazer. Já nos estudos centrados na caracterização do Desporto Escolar identificou-se: a não satisfação pelos serviços prestados, um baixo índice de participação; uma maior incidência da prática de Desporto Escolar do sexo masculino.

A nível internacional, os estudos realçam que os alunos com problemas de comportamento têm níveis bastante mais baixos de habilidades sociais, de cooperação, de autoestima e de autoeficácia, sendo que estes praticam menos desporto organizado. Outro aspeto referenciado é que os atletas revelam um valor mais elevado no indicador das características sociais, comparativamente aos não atletas. No que concerne ao exercício físico dos adolescentes, os dados indicam que este aumenta significativamente quando o adolescente tem mais de três amigos fisicamente ativos ou as suas habilidades atléticas são excelentes ou boas ou participa em equipas de Desporto Escolar.


Texto Completo:

PDF

Apontadores

  • Não há apontadores.


Copyright (c) 2013 Boletim Sociedade Portuguesa de Educação Física

BOLETIM SPEF é uma publicação da Sociedade Portuguesa de Educação Física | eISSN: 2184-1594